OLHARES SOBRE BRASÍLIA: A cidade através de um glossário imagético gerando os embaixadores Brasília Patrimônio Cultural

YARA REGINA OLIVEIRA, ALINE STEFANIA ZIM, MÁRCIO NASCIMENTO OLIVEIRA, CAROLINA DA ROCHA LIMA BORGES

Resumo


O texto discorre sobre o projeto Olhares Sobre Brasília, sediado na Universidade Católica de Brasília e desenvolvido por professores e alunos, que tem como produção um glossário de termos locais (verbetes). O principal objetivo é a sensibilização da população, local e fora de Brasília, no que diz respeito aos bens tombados da cidade e os bens de uso cotidiano próprios de Brasília que tem sido incorporados à identidade local.


Referências


AUGÉ, Marc. Não lugares. Introdução a uma antropologia da supermodernidade. Campinas: Papirus, 1994.

BARTHES, Roland. A Câmara Clara. Lisboa: Edi..es 70, 1984.

BENJAMIN, Walter. Ensaios sobre Literatura e História da Cultura. Obras Escolhidas, v.I. São Paulo: Brasiliense, 1996.

BERTRAN Paulo. História da Terra e do Homem no Planalto Central. Brasília : Verano. 2000.

BRAND.O, Vera Bonna. Espaço Urbano x apropriação social: um estudo de caso nos espaços públicos abertos de Taguatinga. Memorial. Brasília: FAU/UnB, 2003.

BOLLE. Wille. Fisiognomia da metrópole moderna: representação da história em Walter Benjamin. São Paulo: Edusp, 2000.

BOSI, Ecla. O tempo vivo da memória: ensaios de Psicologia Social. São Paulo: Ateli. Editorial, 2003.

BURSZTYN, Marcel & Ara.jo, Carlos Henrique. Da utopia a exclusão: vivendo nas ruas em Brasília. Labor et Fides, 1997. pp. 26‐31

CARVALHO, Estela Maria Fautino. Metodologia de Construção de um Glossário Bilíngüe com Base em um Corpus de Domínio Técnico. Florianópolis: UFSC, 2007. Dissertação de Mestrado.

CHING, Francis D. K. Arquitetura ‐ Forma, Espaço e Ordem. Martins Editora

COSTA, Lucio. Brasilia 85‐87. Brasília Revisitada. Decreto‐Lei n. 10 829, de 14 de outubro de 1987 (GDF), e da Portaria n 214, de 8 de outubro de 1992 (IPHAN).

COSTA, Lucio. Relatório do Plano Piloto de Brasília (1956). In Brasília, cidade que inventei. Brasília: ArPDF, Codeplan e DePHA, 1991.

COSTA, Lucio. Lucio Costa, registro de uma vivência. São Paulo: UnB, Empresa das Artes, 1995.

GOROVITZ, Matheus. Brasilia, uma questão de escala. Brasília: UnB, 1983

GOROVITZ, Matheus PEREIRA, Miguel. Brasilia 25 Anos: Consideraçes Sobre a Cidade Enquanto Obra de Arte. Ed. Vicente Wissenback, 2010.

GOROVITZ, Matheus e FERREIRA, Marcílio Mendes. A invenção da Superquadra. Brasilia: Editora IPHAN, 2007

HOLSTON, James. A cidade modernista: uma crítica de Brasília e sua utopia. Companhia das Letras, 1993.

KOHLSDORF, Maria Elaine. Brasilia: Mosaico Morfológico. In: Anais do IV Seminário História da Cidade e do Urbanismo. Rio de Janeiro: PROURB‐FAU‐UFRJ, 1996.

MEDINA, Cremilda. Narrativas a céu aberto: modos de ver e viver Brasilia. Brasilia: Editora Universidade de Brasilia, 1998.

OLIVEIRA, Marcio de. Gaston Bachelard e o imaginário das cidades: imagens da construção de Brasilia. Sociedade e Estado, v. XIII, n. 1. Brasilia, 1998. p. 225‐240.

PAVIANI, Aldo. Brasilia, ideologia e realidade. Brasilia: Editora da UnB, 2010.

SILVA, Paulo. Ontem Cidade Livre, hoje cidade livro. Brasilia: Thesaurus, 2002.

RIBEIRO, Sandra Bernardes. Brasilia, memória, cidadania e gestão do patrimônio cultural. São Paulo: Annablume, 2005.

SHIRCHAL. Glossário. Disponível em http://www2.archi.fr/SIRCHAL/glossair/accglos.htm. Acesso em 29.10.2011.

Filmografia

A invenção de Brasilia. Direção de Renato Barbieri. Brasilia: Videografia, 2001.

Brasilia ‐ contradições de uma cidade nova. Direção de Joaquim Pedro de Andrade. Brasilia, 1967.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.