A RESTAURAÇÃO DE UM CHALÉ DE FERRO EM BELÉM E AS QUESTÕES PRÁTICAS DA PRESERVAÇÃO DA ARQUITETURA DO FERRO

Débora de F. Lima Veiga

Resumo


O artigo procura abordar as questões práticas da preservação da arquitetura do ferro a partir da análise dos trabalhos de restauração do chalé de ferro de propriedade da Universidade Federal do Pará – um dos raríssimos exemplos do emprego maciço e extenso, na arquitetura, de edificações inteiramente de ferro no Brasil. Para tanto, são analisadas as características do edifício, as transformações por que passou e sua restauração em 1992, procurando-se inquirir as diretrizes técnicas e conceituais que nortearam o trabalho, inserindo-as na discussão sobre as questões práticas da preservação da arquitetura do ferro.

Referências


DERENJI, Jussara da Silveira (org.). Arquitetura do Ferro. Memória e Questionamento. Belém, Cejup, 1993.

KÜHL, Beatriz Mugayar. Arquitetura do Ferro e Arquitetura Ferroviária em São Paulo: Reflexões sobre a sua Preservação. São Paulo, Ateliê/FAPESP/SEC, 1998.

SILVA, Geraldo Gomes da. Arquitetura do Ferro no Brasil. São Paulo, Nobel, 1988, 2ª. ed.

VASCONCELOS, Ana Cristina Costa; FARIA, Katia dos Santos de Alcântara; MATNI, Rosimeri dos Santos. Estudo do Sistema de Montagem do Chalé de Ferro dePropriedade da UFPA. Belém, UFPA, 1989.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.