A POLÍTICA DE PROTEÇÃO AO PATRIMÔNIO HISTÓRICO NO CENTRO DE SÃO PAULO DEPOIS DE 1990

Rosely Carmona

Resumo


Este artigo foi apresentado I Forum Brasileiro do Patrimônio Cultural com o objetivo de fornecer subsídios para a analise e discussão da política de proteção ao patrimônio arquitetônico do Centro da cidade de São Paulo a partir dos anos 90, quando podemos observar claramente os três modelos e suas correspondentes posturas em relação ao patrimônio: a preservação, a conservação e a reabilitação com seus respectivos instrumentos e marcos legais propostos como tema de discussão pela organização do forum. Uma particular ênfase na analise da atuação da Associação Viva o Centro, surgida nos inicio dos anos 90 como representante de setores da sociedade civil, organizados com o propósito de deter e, a seguir, reverter, o acelerado processo de esvaziamento e deterioração da área, iniciado nos anos 60, auxiliará na compreensão das posturas e efetividade dos mecanismos de proteção do patrimônio arquitetônico existente na área. Sendo o perímetro preferencial de atuação da Associação Viva o Centro - distritos Sé e Republica da Administração Municipal - coincidente com o da área que concentra a maior quantidade de edifícios tombados da cidade, a política de preservação e proteção do patrimônio histórico foi, desde seu surgimento, em 1992, objeto de suas propostas e ações.

Referências


ASSOCIAÇÃO VIVA O CENTRO - São Paulo Centro - uma nova abordagem. São Paulo SP,2000.

BRUNO, Ernani da Silva - Tradições e Reminiscências da Cidade de São Paulo. São Paulo: Hucitec/SMC, 1984. 3 vol.

CONDEPHAAT: Bens tombados: 1968-1988. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 1998

DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO. São Paulo, julho de 1992. (Suplemento especial de numero )

FAUSTO, Bóris. Trabalho urbano e conflito social (1890 -1920). Rio de Janeiro, Difel, 1977.

MILLIET, Sérgio. Roteiro do Café e outros ensaios. São Paulo: Prefeitura do Município de São Paulo,1941. (Coleção Departº de Cultura, v.25).

MORSE, Richard. De Comunidade à Metrópole. São Paulo: Comissão do IV Centenário da fundação de São Paulo, 1954.

PORTO, Antônio Rodrigues. História Urbanística da Cidade de São Paulo (1554-1988). São Paulo: Ed. Carthago & Forte, 1992.

SÃO Paulo: Crise e Mudança. 2ª edição. São Paulo: Prefeitura do Município de São Paulo; Editora Brasiliense, , s/d.

TAUNAY, Afonso E. São Paulo nos primeiros anos (1554 -1601). São Paulo: Tours, Imprenta de E. Arrault e Cia, 1920.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.